Cadastre-se!

Login

Senha perdida

Perdeu a sua senha? Tudo bem, acontece! Informe o seu e-mail e clique em "Reset" que você receberá instruções para criar uma nova senha.

Login

Cadastre-se!

Junte-se a esta comunidade! Cadastre-se e comece a participar, perguntando, respondendo, ajudando e sendo ajudado!

Alto Falante – Entenda as diferenças e faça uma ótima escolha

Ajude, Compartilhe :)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Decidir qual Alto Falante comprar não é uma tarefa tão simples devido à uma variedade muito grande de modelos disponíveis. Mas partindo do princípio de que quanto mais oferta é melhor para nós, isto não deveria ser um problema, e sim algo muito positivo. Entendendo bem sobre ele, você pode fazer a escolha certa e torná-la uma tarefa muito mais fácil.

Por onde eu começo ao escolher um Alto Falante?

Alto FalanteSem dúvida a primeira coisa que você deve levar em consideração é o tamanho, especialmente (mas não somente) o Diâmetro e o Formato (oval ou redondo) pois estes são os aspectos principais ao encaixe perfeito no seu carro. Essa medida quase sempre é dada em Polegadas – Inch (em Inglês) ou pela sua simbologia (“) aspa. O que talvez cause mais confusão são os decimais deles, como (1/2) (1/4) e (3/4), medidas que os Americanos gostam de usar ao invés de (0,5) (0,25) e (0,75) respectivamente. Como exemplo, para representar 6,5″ comumente usa-se 6-1/2. Já as medidas 6″ x 9” ou qualquer outra medida dada em “x” significa que ele é do formato oval e o diâmetro varia entre 6″ e 9″ (no exemplo). Não é tão complicado assim, é?

Mas em se tratando de Alto Falantes Dianteiros (ou de Portas), principalmente, é preciso levar em conta também a sua Profundidade (ou “espessura”) pois este aspecto/medida também é limitada, geralmente pela passagem do vidro (janela) entre outras coisas que ficam por dentro da porta. Assim, é preciso tomar cuidado com a profundidade dos Falantes para não prejudicar a instalação e o carro.

Em seguida você deve escolher a Potência (em Wrms) e a Impedância compatível com a Unidade Controladora (CD Player por ex.) ou Modulo que os alimentarão. Uma boa escolha é que seja entre 100% e 330% (sendo o ideal, 125%) da potência, também em Wrms da fonte – CD Player ou Modulo. Ex. se o CD Player é de 18Wrms o melhor é escolher Falantes (ou conjunto de Falantes/Tweeters) entre 18Wrms e 60Wrms, sendo o ideal de 22,5Wrms. Já a Impedância, medida em Ohms ou simbologia “Ω” deve ser sempre a mesma especificada no CD ou Modulo, ou superior – o problema de ser superior é que você reduz o rendimento do conjunto Modulo/Falante, mas é seguro usar, já se for inferior você coloca em risco tanto o CD/Modulo quanto o Falante, pois fará drenar muito mais corrente do que a projetada, podendo inclusive levar à queima, portanto, muito cuidado nisso.

Em seguida vamos ver os Tipos que vão influenciar diretamente na qualidade do seu som

Se você quer fazer um bom investimento e/ou você é bastante entusiasta em Som Automotivo, o mais recomendado com certeza é aquele do tipo “Composto“. São conjuntos ou kits compostos de Woofer + Tweeter (às vezes mais de 1 tweeter por conjunto) e geralmente vem acompanhado de um Crossover ou Filtro para distribuir faixas de frequências ideais entre o Woofer e o Tweeter. Com isto o som fica realmente muito bem harmônico ou afinado, garantindo a melhor qualidade possível.

A segunda opção com um custo-benefício excelente, até por facilitar a instalação também (no caso anterior você precisaria fazer a instalação do Tweeter separadamente) são os Coaxiais (ou variantes dele como triaxial etc). Esse tipo de Falante caracteriza-se por incorporar um ou mais Tweeter na mesma base do Woofer/Falante. Com isso, você pode ter um som relativamente bem equilibrado e de qualidade, e devido ao seu preço mais convidativo é largamente usado pela maioria.

A terceira opção é a menos utilizada em customização ou personalização do som devido à limitação da faixa de frequência soada (reproduzida), o que compromete a qualidade. São os Woofers simples. Porém devido ao baixo custo, muitas montadoras optam por instalar de fábrica esses tipos de falantes, obrigando na maioria das vezes trocar por um melhor caso a pessoa se importe pelo menos um pouco com a qualidade do som.

Além disso, pertinente a todos os tipos de Falantes (ou conjuntos de falantes), observe também a especificação da Resposta de Frequência, pois pelo menos teoricamente este “comportamento” é um dos fatores que mais influencia na qualidade sonora. De um modo geral, quanto maior for a faixa de Resposta (reprodução) melhor ela é (considerando isoladamente este quesito, claro), e se você gosta de um som mais Grave mas não pretende instalar um Subwoofer, o melhor é que ele “responda” bem nessa faixa de frequência (as baixas). Mas se você pretende incorporar um Sub, isto já não será tão importante pois ele (o Sub) fará esse trabalho.

E as tecnologias empregadas?

Este é o assunto mais complicado porque é algo difícil de se medir ou quantificar, vai muito do ouvido de cada um, assim como a qualidade em geral. Muitas vezes a menção de tecnologias empregadas á mais uma ação de marketing do que qualquer outra coisa. Claro, eu entendo e reconheço que cada tecnologia faz sim diferença e está para isso (ninguém investe em ciência e tecnologia a troco de nada!) mas o que quero dizer é que estas diferenças podem ser imperceptíveis para muitos.

Na minha experiência e opinião, talvez o que faz mais diferença mesmo, algo mais evidente, é a qualidade e o material usado na suspensão (na parte da bobina e principalmente na parte do cone/borda). Acredito que quanto mais leve e flexível melhor. E por estas razões, aprecio muito aqueles feitos com uma espécie de espuma (no caso da borda), neles o som parece soar mais naturalmente. Antigamente era muito usado por fabricantes renomados (da mais alta qualidade) mas acabou entrando em desuso devido à baixa durabilidade – este é um ponto negativo e o motivo pela qual é raro encontrar hoje em dia – mas novas tecnologias parece que já fazem papéis semelhantes, às vezes melhor. De qualquer forma se você é entusiasta mesmo, com certeza vai querer “investigar” detalhes sobre a fabricação dos falantes e do conjunto, neste caso, vai mesmo do bom senso, da experiência e da opinião de cada um para fazer a melhor escolha.

E então, se sente apto a escolher seus próximos Alto Falantes?

Veja o artigo sobre Subwoofer também! Um bom Alto Falante de grave pode transformar completamente o seu som!

Tem Dúvidas? Faça perguntas!

Gostou do artigo? Curta e Compartilhe nas redes sociais! Com essa Atitude simples você pode Ajudar alguém! Obrigado!

 

Achou útil? Curta, marque +1 :)

Sobre o Autor

Desejo fazer deste site/blog uma grande comunidade com informações ricas e muito úteis para os amantes de som, sobretudo de qualidade.

Comments ( 3 )

  1. […] Se você deseja saber mais sobre Alto Falante, veja este artigo. […]

  2. […] Tecnologia de Construção. Como comentado no artigo sobre Alto Falante, muitas vezes a tecnologia empregada na construção é mais uma ação de marketing do que […]

  3. […] quiser, veja aqui um artigo específico sobre as diferenças entre Alto Falantes para carro quanto às suas […]

Leave a reply

Você pode usar as seguintes tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>